Browsing Tag

relato

Escrito, Inspiração

“Testemunha”

[Relato inspirado na “convivência” real, tendo também como base uma observação profunda e apurada do comportamento de um ex-penitenciário que, pelo simples capricho do acaso, ou seria mais correto dizer Deus?!, fez com que cruzássemos os mesmos caminhos por um breve período de tempo.] 

De certo que, apesar do otimismo e simpatia assombrosos, havia algo de errado em seu olhar, algo que não era o brilho de suas pupilas quando o efeito das substâncias químicas invadiam seu cérebro, não, era algo mais, uma outra coisa, algo que eu podia perceber no imediato instante em que me deparava com sua presença. Seu olhos tinham um ar de quem tinham presenciado e vivenciado um profundo sofrimento. E apesar do fingimento que ele oferecia para si e para os outros, sua alma o traía, resvalando a verdade através do aspecto selvagem de seus olhos castanho-escuros, carregados com suas pupilas dilatadas, negras como piche. Uma expressão tão poderosa que me assaltava e me sugava como se fossem poderosos redemoinhos. Se ele fosse uma casa, uma de suas janelas estaria quebrada, e a porta, escancarada. Parecia que ele tinha sido arrombado e roubado.

Vivia a maior parte do tempo entorpecido por doses severas de álcool. Para ele, beber era como apertar sua própria bomba de morfina. Um método adotado depois dos horrores vividos na selva do cárcere. Ao que parece, esse comportamento se assimilava mais como uma doutrinação ás avessas, uma forma que encontrou para “sobreviver”, uma maneira que achou para não enlouquecer de vez. E uma vez que, experimentado de tal regojizo, não conseguiu mais parar. Acho que na cabeça dele, não tinha acabado. Ainda estava acontecendo. As cenas se repetindo como se fossem uma fita cassete infinita, com o botão do replay sendo estuprado e atolado para dentro do controle remoto. Condenado eternamente a tortura mental e psicológica.

A impressão que dava, era que sua mente tinha literalmente quebrado, e que ele estava tentando desesperadamente encontrar um meio de consertá-la, de achar as respostas certas para sua própria charada, enquanto que, ao mesmo passo, lutava arduamente para manter um pé na realidade.

Posso falar todas essas coisas porque fui uma das poucas testemunhas que realmente se deu conta do que se passava na cabeça daquele homem, da guerra que estava sendo travada no interior de sua mente, uma guerra que ele estava perdendo com muita facilidade. Seu lado racional estava deteriorando rapidamente e sendo massacrado pelo seu lado irracional violentamente e sem nenhuma piedade.

Aquele homem necessitava de um merecido descanso dele mesmo, se é que isso faz algum sentido para você. Pois qualquer um que se esforçasse um pouco, poderia ver que aquela alma moribunda andava fazendo horas extras revivendo inconscientemente seus traumas. Não era preciso ser nenhum especialista para notar que aquele homem foi esfolado vivo emocionalmente, decapitado e crucificado de cabeça para baixo, assim como o apóstolo Bartolomeu, de acordo com várias lendas, mas apenas de forma metafórica no mundo moderno de hoje e agora.

Talvez meu maior ressentimento, tenha vindo do fato de que não havia muito que eu pudesse fazer para ajudá-lo na época. O que eu poderia fazer, senão sentar e ouvir? Estar presente. De qualquer forma, eu me esforcei solenemente e ofereci minha profunda e sincera compaixão. Ainda assim, espero que tenha sido suficiente.

Então depois de muito refletir e pensar, eu decidi escrever algo que relatasse o privilégio de ter conhecido uma pessoa tão assombrosa e rica quanto você. Porque apesar de minha descrição acima soar um pouco pesada, exagerada e insana, pude perceber também que sua loucura estava banhada em luz. Só alguém que andou pelas ruas pavimentadas do inferno, pode realmente saber o significado de sentir a dor no seu aspecto mais puro e real. Espero que aonde quer que você esteja, encontre a paz.

Uma homenagem a Alex Moreira Cajé, um amigo e companheiro que me ensinou que o humor, a fé e a perseverança são as chaves certas para lutar contra o desespero e a negatividade presentes em nosso dia-a-dia.

Powered by themekiller.com